segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Chove para os justos e injustos


raio assombra as nuvens, elas atordoadas despejam seu suor sobre mãos e olhos humanos. Esses pensam serem abençoados, mas no mesmo plano estão estupradores, religiosos e ateus. A água percorre o semblante, até cair na terra, encharcando-a do H2O mais puro.

O homem arrogante se diz merecedor daquela água supostamente abençoada, mas mal ele sabe que todos têm direito de recebe-la, porque hoje todos estamos aqui, amanhã não mais. No fim, todos seremos sepultados ou cremados, transformados em matéria paralisada.

Se você faz coisas boas, elas podem voltar para você, assim como uma grande corrente sem fim. Porém, se cultiva o mal, pode ser que ele retorne, todavia, a grande verdade é que hoje, tudo acontece pelo mero acaso.

Tu caminhas por ruas estreitas e às vezes é atordoado. Isso pode significar algo para você, mas um dia você entenderá que tudo isso não passa apenas de acontecimentos feitos por sua vivência. Entenda, as coisas acontecem apenas porque devem acontecer. Apenas isso.


Você pode gostar:



Nenhum comentário:

Postar um comentário