quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

O ladrão de sentimentos


Ele era um cara estranho, olhar displicente, e ideias paranoicas, mas continha uma qualidade insensível. Ele adorava roubar sentimentos. Talvez você se pergunte o que é roubar um sentimento, então vou te explicar com um caso.

Valter era um garoto solitário, adorava ficar sozinho e tinha poucos amigos. Até que um dia ele conheceu Estevam, um outro cara diferente da maioria. Porém, ele tinha algo que era totalmente oposto a Valter, ele era bonito e popular.

Um dia o garoto inocente teve a péssima ideia de falar os seus sentimentos para Estevam, ele gostava de Joana e sabia tudo sobre ela. Então, Estevam começou a entender o universo peculiar da menina e descobriu coisas que nenhuma outra pessoa poderia desvendar.

tempo foi passando, Valter esqueceu Joana ou fingiu que a esqueceu. E quando menos viu, Estevam estava com ela. O garoto ficou pasmo e pensativo. Afinal, como ele fez isso e por que o fez?

Valter deixou para lá, pensou que era natural essas coisas acontecerem, mesmo o mundo sendo tão imenso! Tá,  na verdade uma coisa não saia de sua cabeça: “Por que ele tem que ficar com a menina que ele gostava?”. Será que mesmo depois de tempos, esse pensamento era normal?

Depois de algum tempo, Estevam tirou toda a inocência de Joana e a jogou para escanteio. Assim como fazia com tantas outras mulheres.  Valter se perguntava sempre a mesma coisa e passou a esconder os devaneios de seu amigo. Mas no fim, Valter sempre soube que sempre tivera poucas pessoas para falar de seus pensamentos obscuros. Então se livrar de Estevam era algo que ele não poderia fazer.


Continue abrindo a mente!

Faça seu dia valer a pena

Chove para os justos e injustos

Religião não é sinônimo de estupidez


Nenhum comentário:

Postar um comentário